Blended Learning

Numa edição recente da Wired Review, Daphne Koller,[1] manifestou preocupação com a falta de capacidade educacional em muitos países. Por exemplo, estima-se que a Índia precisará de 1500 universidades para acomodar sua crescente população. Um grande obstáculo em qualquer planejamento para este objetivo é o fato de que a Índia não possui Corpo Docente qualificado para dar sequência, nesta geração, à demanda que se impõe na pauta.

Segundo ela, “nós devemos gastar menos tempo em universidades e preencher as mentes de nossos alunos com o conteúdo de palestras para que eles possam ter mais tempo dedicado à criatividade e sejam capazes de atuar à partir desta criatividade”.

DAVOS/SWITZERLAND, 24JAN13 – Daphne Koller, Professor, Computer Science Department, Stanford University, USA; Global Agenda Council on the Future of Universities makes a point during the session ‘The Future of Higher Education’ at the Annual Meeting 2013 of the World Economic Forum in Davos, Switzerland, January 24, 2013.
Copyright by World Economic Forum
swiss-image.ch/Photo Mirko Ries

Para assistir uma das aulas da Dra. Daphne Koller disponibilizadas em rede gratuita e com assistência em diversos idiomas, basta acessar:

http://www.ted.com/talks/daphne_koller_what_we_re_learning_from_online_education

Contatos:

(650) 723-6598
koller@cs.stanford.edu

A solução que ela apresenta para o problema educacional mundial é uma rápida expansão da educação online. Em particular, ela defende o desenvolvimento de uma abordagem mista, onde os alunos assistem aulas/palestras em casa e participam de encontros onde a discussão dos temas ocorre num sistema de exposição monitorada pelo Professor que passa a atuar como facilitador do processo e não como alguém que sabe tudo e o aluno não sabe nada!

Foi demonstrado através de estudos sobre a matéria que o método denominado Blended Learning é superior ao puramente cara-a-cara ou ensino online. Ele significa exatamente o seguinte: “mistura dos dois sistemas”. Literalmente a expressão pode ser traduzida como “misturado ou virado de aprendizagem”.

O que há de mais interessante no método é que ele pode gerar mais tempo na sala de aula para a construção da compreensão dos conteúdos!

Neste caso, o foco na qualidade dos conteúdos se impõe na parte que acontece na plataforma online. E este fator é fundamental na construção do que se pretende fazer.

Ao lado desta visão, o pensamento dela é o de que devemos estar atentos para o que realmente precisamos ter no mundo real, ou seja, no campo da construção dos caminhos da sociedade.

Ela defende que na construção de valores, os estudantes precisam desenvolver a capacidade de lidar com habilidades de pensamento crítico e com habilidades de discussão – e eu acrescento que esta dinâmica (dita dialética e dialógica), objetiva a produção de pensamentos, textos, discursos, livros, artigos, dinâmicas práticas e outras ferramentas que sejam capazes de ajudar a sociedade a encontrar o melhor em termos de qualidade e quantidade de vida adequada à experiência humana!

A Dra. Daphne declara em outra palestra (veja no vídeo acima) que um colega seu conseguiu ministrar um curso para 100 mil pessoas. Isto é extraordinário, porque se ele tivesse auditórios de 400 alunos, levaria 250 anos para compartilhar seu conhecimento com estas 100 mil pessoas e, logicamente isto é uma impossibilidade!

Não diremos que o sistema é o único a ser usado, isto seria infantilidade; ele possui três dificuldades básicas primárias para rodar com eficiência mínima: (1) os estudantes precisam ter acesso a uma boa internet, (2) a equipe de atendimento precisa ter o devido preparo técnico para este modelo específico de educação, e, (3) o sistema deve estar bem estruturado para rodar de modo simples e eficiente. Tais pontos são objetivamente uma permanente e incansável busca minha para a devida qualidade que procuramos!

Para se poder aprofundar na compreensão da matéria, sugiro a investigação dos seguintes materiais que a seguir aponto como opções:

http://www.abed.org.br/site/pt/midiateca/noticias_ead/267/2007/03/ensino_hibrido_vai_ocupar_a_universidade_do_futuro

Esperamos que todos nossos estudantes, professores e colaboradores possam ser abençoados com a dinâmica decorrente desta avançada abordagem educacional.

Em tempo …

Este vídeo à seguir está em inglês, porém, se clicar no ícone de tradução, é possível acompanhar a exposição da Dra. Koller acerca da Revolução da Inclusão Educacional Superior que ela lidera e que tem servido de lenitivo para milhões de pessoas – estamos engajados nesta linha expositiva e atuantes profissionalmente na mesma. Junte-se a nós!


[1] Daphne Koller (27/08/1968) é israelense-americana, casada, Professora do Departamento de Ciência da Computação na Universidade Stanford; é um dos fundadores do Coursera, uma plataforma de educação online muito usada em todo o Mundo. Sua área de concentração de pesquisa é a inteligência artificial e suas aplicações nas ciências biomédicas. A Dra. Daphne Koller foi destaque em um artigo do MIT Technology Review intitulado “10 Tecnologias Emergentes Que Vão Mudar o Seu Mundo”. Ela é Bacharel em Tecnologia da Informação pela Universidade Hebraica de Jerusalém em 1985 com a idade de 17 anos, e o Mestrado veio no ano seguinte na mesma Instituição, completou seu Doutorado na Universidade de Stanford em 1993, sob a supervisão de Joseph Halpern, encerrando o Pós-doutorado na Universidade da Califórnia, Berkeley (1993-1995). Criou o Coursera em 2012.